Concha de búzios: Seu poder místico para responder perguntas através dos Orixás

buziosO poder de adivinhação existe desde tempos bem antigos. Do I Ching ao Tarô, todos aqueles que tem uma forte conexão com Espírito, de alguma forma, encontram seu caminho para uma forma de adivinhação diferente. Um tipo de adivinhação que não é muito conhecido para o resto do mundo é a arte da leitura de búzios. Esta forma de adivinhação é frequentemente encontrada e associada com religiões Afro-caribenhas e Afro-Brasileiras – uma delas o Candomblé, religião fundada no Brasil por volta do século 19, quando o primeiro terreiro, ou templo, foi construído.

Curiosamente, cada variação das religiões com raízes africanas tem suas formas distintas de leitura de búzios, e cada variante usa um número diferente de conchas. O número mais comumente utilizado é o 16, ou “Merindinlogun”, que significa algo como “4 de 20”.

Como a adivinhação por leitura de búzios funciona

Esta não é uma forma de adivinhação comum entre caucasianos, por isso informações detalhadas sobre este método são um tanto quanto difíceis de encontrar. Sendo assim, há duas razões principais sobre por que você iria querer ter seu destino revelado por este método.

Para descobrir quem é seu Orixá protetor. Se você é um praticante do Candomblé, ou talvez um praticante de outra religião similar, você pode perguntar a alguém iniciado, bem como a própria leitura quem é sua entidade protetora/tutora.

Para simplesmente fazer perguntas aos Orixás. Muitos praticantes do Candomblé vão aos templos para ler seu futuro. Apesar de 16 conchas serem utilizadas, há muitas possibilidades de “odu” ou padrões. A crença diz que quando as conchas de búzios são jogadas, os Orixás – também reconhecidos como Deuses da Natureza – influenciam em como elas aparecem no espaço de adivinhação. No Candomblé, a interpretação se dá a partir do corte das conchas, que podem cair “abertas”, para cima, ou para baixo, “fechadas”. O número de conchas “abertas” é utilizado para determinar o Odu, ou o padrão de significado que é associado com um verso oracular particular.

Nesse sentido, este método é muito diferente das tradicionais formas de adivinhação conhecidos pois no Candomblé não há livros sagrados para serem mencionados, ou guias para ajudar os iniciantes. A tradição é oral, e há a crença de que se é dotado de um dom para fazer essa leitura ou não. Sendo assim, a leitura dos búzios apesar de tão pouco conhecida, é uma das mais famosas formas de adivinhação, e ao contrário do modo como é visto Tarô por exemplo, os búzios são tratados como sagrados para seus praticantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cart
  • No products in the cart.