Candomblé do Brasil: Sua história e fé

O Candomblé muitas vezes pode ser visto como uma religiao estranha e desconhecida, mas para aqueles que conhecem religiões similares – uma delas a Santeria, que vinda de Cuba tem raízes no Yorubá – o Candomblé será vagamente familiar.

O Candomblé é uma tradição Afro-Brasileira que com o passar do tempo absorveu muitos dos princípios cristãos. A palavra Candomblé significa “Dança dos Deuses” e é uma religião praticada pelo “povo do santo”. Ainda que seja uma religião mais característica do Brasil, possui mais de dois milhões de seguidores, principalmente em países como Uruguai, Venezuela e Argentina.

Candomblé – uma história

O Candomblé foi fundado no século 19 em Salvador, Bahia, onde o primeiro templo foi criado. Entretanto, a religião é essencialmente uma “crioulização” das crenças Yorubá, Fon e Bantu, vindas do oeste da África. Em meados de 1500 até 1888, o Candomblé foi influenciado por pastores africanos que, apesar de serem também escravos, continuaram a ensinar sua mitologia e cultura, misturando-se com partes do catolicismo e tradições indígenas.

Mais tarde, os praticantes do Candomblé foram violentamente perseguidos pela igreja católica, até meados de 1970, quando o banimento do Candomblé foi cancelado e permitida em cerimônias públicas.

O Candomblé tem raízes nas crenças Yorubá, Fon e Bantu. Seguidores desta religião acreditam em um ser supremo chamado Olodumare, que é servido por deuses menores chamados “Orixás”. O Candomblé é uma tradição oral, então não há escrituras a serem seguidas – hábitos de música e dança são muito importantes para seus praticantes pois permitem que sejam possuídos por seus Orixás.

Outro aspect interessante do Candomblé é que não só não é uma religião dualista – significando que seus praticantes não acreditam em conceitos de ‘bom’ ou ‘mal’ – mas acreditam que cada pessoa possui um destino especifico que devem cumprir ao máximo, seja ele qual for.

Sendo assim, eles acreditam que cada praticante tem um tutor, ou guia, que controla seu destino e é seu protetor. Nos rituais do Candomblé, os Orixás são presenteados com oferendas dos reinos vegetal, animal ou mineral.

Existem outras entidades que pertencem ao Candomblé: os Vodus das nações Fon e Ewe(Jeje), bem como os Nkisis que vêm da tribo Bantu.

Graças à sua mistura com várias formas de tradição africana e aspectos do Catolicismo, o Candomblé tem uma história rica e uma forma de espiritualidade que vale explorar completamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cart
  • No products in the cart.