O que são as entidades do Candomblé?

Se você é minimamente familiar com as religiões que foram trazidas da África e misturadas com outras- particularmente o catolicismo romano – provavelmente é familiar com esta religião afro-brasileira conhecida como Candomblé.

O candomblé, como seus “primos” Vodu e Santeria, tem suas raízes parcialmente na religião Yorubá, e é ao mesmo tempo sincrético (significando que são religiões mistas) e politeísta, o que significa que seus seguidores cultuam muitos dos que conhecemos como Deuses. Estes Deuses ou entidades do Candomblé são conhecidos como “Orixás”.

O que são os Orixás?

Os orixás são considerados Deuses poderosos da natureza, e não são nem totalmente bons nem totalmente maus. Como nós, eles carregam em si um pouco dos dois aspectos, mas ainda emanam de e servem ao supremo Criador Olodumaré, também considerado divino. Como pode um Deus não ser bom ou mau, e ainda ser divino?

No Candomblé, não há um conceito de ‘bem’ ou ‘mal’, como em outras religiões. Eles acreditam, no entanto, que se o indivíduo pratica o que muitos consideram maldade, aquele ato ruim voltará para ele futuramente. Assim sendo, o Candomblé não é uma religião com estes conceitos de dualidade, então comparações típicas feitas por religiões judaicas ou cristas, por exemplo, não correspondem exatamente ao que se pratica no Candomblé.

Seus praticantes também acreditam em destinos e que estes devem ser cumpridos ao máximo, não importa o que seja. Também há a crença de que cada praticante ou devoto tem um espirito guia que está com eles e os protege todo o tempo.

Mesmo que o Candomblé seja paralelamente praticado com o Catolicismo, ele é politeísta de modo que cultuam não só Orixás, mas também Vodus das nações Fon e Ewe, bem como os Nkisis/Minkisi do Congo.

Um dos mais conhecidos e mais reverenciados dos Orixás do Candomblé é o Exu. Ele pode ser comparado com o Deus greco-romano Hermes/Mercúrio, já que é o mensageiro entre o céu (“Orun”) e a terra (“Aiye”). Por causa de seus trejeitos sensuais, misteriosos e um tanto quanto provocativos, foi visto por alguns como uma figura satânica, o que é completamente

Como Exu é o orixá de comunicação entre o céu e a terra, ele é presenteado antes de todos os orixás, para garantir que sua função como mensageiro seja devidamente cumprida.

Cada orixá tem um dia de oferendas, musica favorita, ritmos e outros. Os orixás são parte do que faz o Candomblé uma religião tão interessante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cart
  • No products in the cart.